Normas

Revista

Norma Editorial

  1. Artigos recebidos
  2. A revista Itinerarium aceita propostas de trabalhos ou artigos inéditos que se insiram na sua orientação editorial.
  3. Os artigos devem ser apresentados, de preferência, em português. Mas podem ser propostos ainda numa destas línguas: inglês, espanhol, alemão, francês, italiano. Os textos escritos em português devem estar conformes à ortografia do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa de 1990, que a revista Itinerarium segue.
  4. Extensão máxima dos textos: a) Artigos/estudos: 70.000 carateres, incluindo espaços e as notas; b) Recensões: 8.000 carateres, incluindo espaços.
  5. O autor deve ser identificado pelos seguintes elementos: nome, filiação institucional. Poderá ainda fornecer, facultativamente, o contacto que melhor lhe convier.
  6. Os artigos submetidos devem incluir um título, ser acompanhados de 5 palavras-chave (keywords).
  7. O texto deverá ter formato Word (doc ou docx) e ser enviado, acompanhado de um ficheiro PDF, para itinerarium@ofm.org.ptou para o seguinte endereço: Revista Itinerarium, Largo da Luz, nº 11, 1600-498 Lisboa.
  8. O envio de um artigo para a revista Itinerarium implica: a) que o texto nunca foi publicado em suporte papel ou digital; b) que o texto não foi nem será enviado a outra revista enquanto estiver em processo de avaliação ou revisão; c) que o autor cede à revista a autorização de publicar e dispor do artigo para o respetivo repositório.
  9. Aos autores dos textos publicados será cedida, sempre que pedida, a versão PDF dos mesmos. Poderá, desde então, dispor como bem entender do seu artigo. Os autores não só têm permissão, como são estimulados a publicar e distribuir o seu trabalho online (em repositórios institucionais ou em páginas e perfis pessoais).
  10. Os artigos recebidos estão sujeitos à revisão e apreciação da Direção da revista. Em conformidade, a redação dará uma resposta ao auto no prazo de 3 meses. Os originais recebidos não serão devolvidos. Em qualquer dos casos, a Direção reserva-se o direito de aceitar ou não os artigos recebidos.
  11. A responsabilidade dos conteúdos publicados é da exclusiva responsabilidade dos respetivos autores.
  12. Revisão de provas: Antes da publicação, serão enviadas aos autores, por e-mail, as provas dos artigos, em maquete, com vista às últimas correções. Não serão, contudo, permitidas alterações significativas à estrutura e dimensão do texto. As referidas correções serão transmitidas pelos autores à Revista no prazo fixado pela Redação. Decorrido o prazo estabelecido, não serão consideradas quaisquer outras alterações aos artigos.
  13. Os autores receberão gratuitamente 4 exemplares do volume em que o seu contributo é publicado. No caso de recensões, o autor receberá um volume.

 

 

  1. Normas de estilo

Os textos propostos para a revista Itinerariumpodem seguir uma das opções:

  1. devem, na medida do possível, ter em conta as seguintes normas:

a)Aspas francesas, ou colchetes (« »), usam-se para as citações ou para uma particular identificação de um determinado sintagma – o itálico deve reservar-se para as expressões oriundas de uma língua diferente daquela em que o artigo está redigido. Dentro dos colchetes, se necessário, pode fazer-se uso das aspas altas.

  1. b) As notas devem ser inseridas em rodapé com numeração progressiva e ser completas, exatas e apresentadas num tipo menor. É de evitar a bibliografia no final do artigo.
  2. c) A primeira vez que um espécime bibliográfico for referido ou citado, deverá conter todos os seus elementos identificadores. Quando se tratar de uma obra ou artigo já identificado, deve recorrer-se ao método do título abreviado.

d)Não se abreviam os nomes dos periódicos, a fim de tornar a informação mais legível para os leitores de outras áreas disciplinares.

  1. e) Identificação dos espécimes bibliográficos:

Livro de um só autor:

Manuel Barbosa da Costa Freitas, O Ser e os Seres, I-II, Verbo Editora, Lisboa 2004.

Joaquim Carreira das Neves, São Paulo. Dois mil anos depois, Editorial Presença, Lisboa 2011.

 

Obra coletiva:

Manuel Braga da Cruz – Natália Correia Guedes (org.),A Igreja e a cultura contemporânea em Portugal, 1950-2000, Universidade Católica Editora, Lisboa 2000.

Artigo de revista:

António Montes Moreira, «Meio século de investigação sobre Potâmio de Lisboa na publicação da tradução portuguesa das suas obras», Itinerarium58 (2012) 59-612.

Joaquim Carreira das NEVES, «Ecumenismo e Escritura», Itinerarium 53 (1966) 375-394.

Publicação de uma instituição ou autoridade

CONSELHO PONTIFÍCIO«JUSTIÇA E PAZ»,Compêndio da Doutrina Social da Igreja, Principia, Cascais 2005.

Obras e autores antigos:

Santo António de Lisboa, Obras completas. Sermões dominicais e festivos. Tradução de H. Pinto Rema, Lello e Irmão Editores, Porto 1987. 

Santo Agostinho, Sermões, Vol. IV: 66-85. Tradução de José António Gonçalves – Isidro P. Lamelas, Alcalá, Lisboa 2009.

Citação de website:

Isidro P. Lamelas, Constantino: da história ao mito, do mito à lenda, [URL] http://www.academia.edu/6507316[06/05/2018].

Cabeçalho de Recensão: deve apresentar os seguintes elementos e por esta ordem: Nome do autor, título da obra, nome e número da coleção, editora, local, data, ISBN, número de páginas.